PROGRAMA DE OFICINAS TEÓRICAS CCE SP 2009 cada última semana de maio a setembro

‘Experiências dialógicas’
Programa de oficinas 2009
Centro Cultural da Espanha em São Paulo

De maio a setembro de 2009 o programa ‘Experiências dialógicas’ conta com 5 oficinas teóricas em formato de curso intensivo com duração de 5 dias de 4 horas. É apresentado como uma iniciativa de formação não convencional em direção a novos posicionamentos da crítica e curadoria de arte em contexto ibero-americano.

Em agosto:

Clarissa Diniz (crítica, Recife- PE) e Manuel Segade (curador, Espanha)

“Arte, campo da arte e contexto social”

A oficina articulará com que seus participantes possam refletir acerca das conformações sociais do campo da arte e, em especial, daquele do qual fazem parte: o seu meio artístico. A atenção pormenorizada e micropolítica das diferentes dobras serve de pauta para uma coesão coletiva e a possibilidade de sua efetivação: os regimes de representação a quem é dirigido o conhecimento de um tempo, as normas reguladoras de conduta da comunidade pesquisadora, os afetos e desafetos gerados entre os seus agentes em relação a teoria e o objeto de conhecimento. Uma reflexão sobre posicionamentos quanto a permeabilidade da infraestrutura institucional diante das necessidades de execução e a visibilidade das diferenças emitidas desde o cerne do discurso. Esta oficina pretende estimular o grupo a reagir criticamente sobre a arte não como prática existencial, mas como campo profissional. Uma proposição ao debate sobre as implicações e condicionamentos advindos da profissionalização artística: analisa-se o artista, as instituições, o mercado, a mídia, a crítica, a curadoria, as exposições, as práticas legitimatórias, as políticas públicas, as construções e modelos estéticos que perpassam tais aspectos, entre outros.
>>>
Interessados:

pesquisadores, críticos, curadores e agentes culturais

Data:

24 a 28 de agosto

Horário:

das 16 às 20h

Local:

CCE São Paulo – r. Martinico Prado, 474- Higienópolis

Inscrições:

mediante envio de CV e carta de intenção (até 19/8)
(número limitado de participantes). Isenta de taxas

Contato:

talleres@ccebrasil.org.br (a/c Marcio Harum – coordenador)

Informações:

http://ww2.ccebrasil.org.br/ e http://ccebrasil.org.br/talleres

>>>

Clarissa Diniz
(Recife, 1985) é graduada em Lic. Ed. Artística/Artes Plásticas pela Universidade Federal de Pernambuco, UFPE. É editora de Tatuí, revista de crítica de arte; e membro do coletivo Branco do Olho. Foi premiada com bolsa-pesquisa do 47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, a partir da qual publicou o livro Crachá – aspectos da legitimação artística (Recife: Massangana, 2008). De curadorias desenvolvidas, destacam-se: Encarar-se – Fernando Peres e Rodolfo Mesquita (Museu Murillo La Greca, Recife-PE, 2008) e O Lugar Dissonante, co-curadoria com Lucas Bambozzi (Espaço Cultural Torre Malakoff, Recife-PE, 2009). Tem textos publicados em revistas, catálogos e livros especializados. Atualmente, é curadora assistente do Programa Rumos Artes Visuais 2008/2009 (Instituto Itaú Cultural, São Paulo) e integra do Grupo de Críticos do Centro Cultural São Paulo, CCSP.

+++

Manuel Segade
(A Coruña, 1977) é licenciado em História da Arte pela Universidad de Santiago de Compostela. Publicou o ensaio Narciso Fin de Siglo (Melusina: Barcelona, 2008). Como curador independente realizou: La construcción del espectador para la Fundación Luis Seoane de A Coruña (2003), o Museu Miquel Casablancas (MICA, 2006) -um museu efêmero e provisório de arte emergente no Distrito de Sant Andreu de Barcelona e também diferentes projetos-diagnóstico que pesquisam a possibilidade de produzir uma comunidade social efetiva e crítica por meio da cultura contemporânea, como Interferències’06 para o Ajuntament de Terrassa e Situación (CGAC, 2008). Desde março de 2007 trabalha como curador no programa de exposições do Centro Galego de Arte Contemporánea de Santiago de Compostela, onde tem desenvolvido projetos a médio prazo como A trama rururbana (Apolonija Sustersic, Carme Nogueira e Ibon Aranberri) e as curadorias das individuais de Clemens von Wedemeyer e Susan Philipsz.
EM SETEMBRO…
encerram o programa :
Lisette Lagnado (crítica e curadora, Brasil) e Ferrán Barenblit (curador, Espanha)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: