PROGRAMA DE OFICINAS TEÓRICAS CCE SP 2009 Cada última semana de maio a setembro

‘Experiências dialógicas’
Programa de oficinas teóricas 2009
Centro Cultural da Espanha em São Paulo

De maio a setembro de 2009 o programa ‘Experiências dialógicas’ conta com 5 oficinas teóricas em formato de curso intensivo com duração de 5 dias de 4 horas. É apresentado como uma iniciativa de formação não convencional em direção a novos posicionamentos da crítica e curadoria de arte em contexto ibero-americano. Acontece a cada última semana do mês.

Em maio:

“A propósito do espaço independente sem paredes”

Manuela Moscoso (curadora, Espanha) e Lígia Nobre (arquiteta, Brasil)

Ambas as participantes fundaram e dirigiram em suas respectivas cidades (Moscoso em Madri e Nobre em São Paulo) estruturas que reconhecidamente apontaram novos caminhos laborais no campo artístico, crítico e curatorial. Como prosseguir quando o projeto original sofre radicais transformações ou deixa de existir?

Interessados:
pesquisadores, críticos, curadores, artistas e agentes culturais

Data:
25 a 29 de maio

Horário:
das 15 as 19h

Local:
CCE São Paulo – r. Martinico Prado, 474- Higienópolis

Inscrições:
mediante envio de CV e carta de intenção (até 20/5)
(número limitado de participantes)
Isenta de taxas

Contato:
talleres@ccebrasil.org.br
a/c Marcio Harum – coordenador)

Informações:
www.ccebrasil.org.br/talleres

Manuela Moscoso
Nascida em Bogotá, estudou na Central Saint Martins of Art and Design (Londres). Em 2001 fundou junto com a artista Patricia Esquivias em Madri o laboratório curatorial nômade los29enchufes. Numa cooperação dos centros de arte Matadero (Madri) e S.M.A.K. (Gent, Bélgica) recentemente dirigiu Harder, Better, Slower, Stronger!, o primeiro programa de residências e simpósio internacional para curadores sediado em Madri. É co-fundadora de JULIO, plataforma de artes visuais on line. Curadorias: Jorge Satorre (“The encounter”, Centro Cultural Conde Duque, La Noche en Blanco, Madrid, 2007), YProducciones (“EmbajadaYP”, Madrid), Antonio de la Rosa (“Triple X”, Madrid, 2006), David Bestúe y Marc Vives (“Actions in the body” Madrid, 2006), Carlos Rodríguez-Méndez (“Sin título“ Madrid, 2006) e as coletivas:  “Tomorrow is too late” (Naves Suances, Madrid).  “Somewhere someone is travelling furiously towards you” (Caja Madrid’s Grant, Inéditos 05, La Casa Encendida, Madrid, 2005). Acaba de inaugurar em Palma de Mallorca a exposição “Juntos acordarón adelantar el oscurecer” que lhe rendeu em 2007 o prêmio nacional da Fundación Sá Nostra (Espanha) de projeto curatorial.

http://www.los29enchufes.com/

www.thisisjulio.com

Ligia Nobre
Mestre em História e Teoria da arquitetura pela Architectural Association School of Architecture (Londres). Foi co-fundadora/diretora da exo experimental org. (2002 a 2007), plataforma cultural sem fins lucrativos baseada em São Paulo. Promoveu pesquisas e projetos experimentais nas áreas de urbanismo, artes visuais e dimensões políticas, através de publicações, seminários, workshops, exposições e residências de artistas. A exo atuou em rede com diversos atores locais e internacionais (universidades, instituições culturais e agentes sócio-políticos) para colaborações de médio e longo prazo. Em 2006, recebeu bolsa-residência para pesquisa independente em arquitetura e urbanismo na Akademie Schloss Solitude/Stuttgart (Alemanha, abril 2006 – março 2007). Em 2007 e 2008 trabalhou como assistente de pesquisa urbana e de ensino dos arquitetos professores Jacques Herzog & Pierre de Meuron no Studio Basel – Contemporary City Institute (Basiléia) – Departamento de Arquitetura da Universidade ETH Zurich (Suíça). No Studio Basel coordenou o projeto de pesquisa e ensino sobre Nairobi (Quênia) (colaboração ETH, Harvard GSD e University of Nairobi School fo Built Environment) e o projeto de implementação do website do Instituto, além de contribuir para a primeira fase do projeto de pesquisa e ensino sobre Calcutá (Índia). Participou em 2008 do projeto de arquitetura de residência “Ordos 100” na China, em parceria com o arquiteto Eduardo Rosa. Contribuiu com artigos em diversas revistas, incluindo co-autoria sobre “arquitetura brasileira contemporânea” para publicação da Phaidon Press (2009, USA/UK). Foi responsável pelo projeto e coordenação editorial do livro do artista Peter Friedl “Trabalhando no Copan / Working at Copan” (Berlim/EUA, 2007), dentre outros. É colaboradora da revista de arquitetura Abitare (Itália) e participou de wokshops e seminários sobre São Paulo e os projetos da exo em diferentes universidades, instituições culturais e ongs em São Paulo, Valparaiso, Basel, Londres, Stuttgart, Novi Sad, Belgrado, dentre outros. É professora convidada do curso de especialização em arquitetura na Universidade Mackenzie, além de atuar como consultora e coordenadora de projetos de arquitetura, urbanismo e artes visuais.

http://www.exo.org.br

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: